2 de mar de 2011

As coisas mais irritantes dos video games.

 Oláleitores!BemvindosaoEvilMonkeyBlog!
 Barra de espaço é coisa de viadinho.
 Então, eu sei que eu estou um pouco atrasado, é que a semana passada foi muito movimentada para mim, eu ainda estou pegando o ritmo da escola. E sexta feira (25) foi o meu aniversário, então eu comemorei sexta e sábado com amigos e domingo com a família.
 Sem falar que eu tenho curso de computação terças e quintas.
 A parte chata é que quinta feira passada o post já estava 80% terminado, mas aconteceu tanta coisa que eu só pude continuar agora.
 Mas voltaremos ao assunto do aniversário mais tarde, agora vamos continuar.
 O post de hoje vai ser baseado em um vídeo (em iningrish) que eu ví no gametrailers.
 O vídeo se trata das coisas mais irritantes dos video games, e mesmo que eu tenha gostado do vídeo eu percebi umas falhas notáveis.
 Então eu resolvi fazer a minha própria lista!
 Antes de qualquer coisa, nessa lista eu não vou incluir nada relacionado com quem está jogando, falhas ou coisas do gênero apenas com as mecânicas do jogo.
 Então nada de campers, bugs ou glitches inclusos.
 Eu acho que eu nem preciso mencionar que essa é a MINHA lista de coisas irritantes dos games, então se vocês discordam façam as suas nos comentários!

 10- Esponjas de bala.
 Esse foi o primeiro lugar na lista desse cara, mas eu não me incomodo tanto com isso.
 Não que eu adore quando você atira em um cara com um rpg a  dois metros dos seus pés e ele levanta e comece a atirar em você. Ou você dê um tiro de shotgun à queima roupa e o inimigo tenha a audácia (e eu digo a AUDÁCIA) de atirar em você de volta. Ou quando você dá 47 headshots no cara e o puto joga uma granada no seu pé, então você sai correndo como uma putinha, pois mesmo que um porrilhão de tiros no meio da fuça do inimigo não o mate uma granada à 40 metros ainda te deixa em pedaços.
 Mas em fim, eu não gosto quando um inimigo recebe o castigo de sua vida a atira em você como se nada tivesse acontecido (lembrando que tiros nas pernas não causam absolutamente nenhum dano, segundo os games) mas a maioria dos meus jogos favoritos são assim, então eu estou acostumado e consigo contornar o problema facilmente.
 9-Inimigos que não te deixam se recuperar.
 Você está jogando o seu shooter, no calor da batalha, matando todos quando um canalha sai de um canto escuro e te dá uma boa quantidade de dano.
 Como o jogo tem saúde regenerativa você corre para a cobertura mais próxima para recuperar a energia.
 Então é nesse momento que TODOS OS INIMIGOS DA FASE VEM PARA CIMA DE VOCÊ! Inclusive alguns que nem estavam lá antes, que vem só para aproveitar que você está mais fracote.
 "Mas macaco, na vida real se você está ferido us inimigu vão aproveitar a chance e vão te atacar."
 Na vida real você toma um tiro no meio da barriga e sai andando como se nada tivesse acontecido? Na vida real você se regenera em menos de meio minuto depois de tomar um tiro de bazuca nas costas? Na vida real você mata mais rápido com facada do que com tiro?
 NÃO!
 E jogos são para ser divertidos! Se os seus inimigos vão todos para cima de você todas as vezes que você está fodido isso não é uma boa e inteligente dificuldade, é dificuldade barata, só para dizer que o jogo não é moleza!
 Os jogos de tiro deveriam te punir por ter feito uma besteira como sair correndo sem cobertura ou tentar matar todos os inimigos na porrada.
 Não por fazer a coisa certa, que é se abrigar quando machucado.
 Isso não faz do jogo algo difícil do tipo "Nossa, eu fiz burrada dessa vez, eu mereci essa morte!" faz difícil do tipo "que porra mais escrota, não acredito que eu paguei duzentos contos nisso!".
 É só frustrante!
 8- Pequenas coisinhas filhosdaputa.
 Pode parecer meio abrangente, mas quando eu digo detalhes filhosdaputa eu digo aquela pequenina parte do design de um jogo que faz você pensar: "O game designer tá me sacaneando, né?".
 Por exemplo: Em mirrors edge o penúltimo checkpoint do jogo consiste em uma luta contra snipers.
 Depois de muito penar tentando derrotar os snipers (que tem uma pontaria filha da puta, eles me acertaram em pleno ar dúzias de vezes) o último dele estava aos meus pés, eu podia ver a porta vermelha cuja a qual representava o próximo checkpoint e a única coisa entre mim e a vitória era...UM PULO GRANDE PRA CARALHO!
 É sério, aquela foi a parte mais difícil do jogo, essa parte não perdoava UM erro. Você ralou, sofreu, e falou coisas que fariam a sua avó vomitar e desmaiar só pra conseguir matar aqueles snipers e você é recompensado com a morte mais gratuita possível!?
 É claro que eu caí, você acha que eu teria feito um pulo daqueles sem cair? Rá, eu rio da sua inocência.
 Essa  foi de longe a pior parte do jogo, eu não fazia idéia do que o jogo queria que eu fizesse, eu enfrentava os snipers e me fodia, eu figia dos snipers e me fodia eu tentava matar apenas um ou dois snipers estratégicos e me fodia, e tudo isso para pular e cair de uma borda que ela podia ter facilmente esticado o braço e segurado.
 Outro jogo que sofre disso é inFAMOUS que insiste em colocar pelo menos um cara com um lança-mísseis em um lugar extremamente escroto por missão.
 Black ops também sofre de detalhes que acabam fodendo a sua vida, como por exemplo, nesse jogo para você dar uma facada no oponente você aperta R3, mas no calor da batalha você pode acabar apertando R3 acidentalmente ao invés de atirar e acabar dando facada em um cara à 400 metros de distância, o que obviamente não funciona e lhe dá tempo para meter bala em você.
 Ou em God of war, em que você está no meio de um combo e o boss prepara um ataque, mas você não consegue desviar à tempo, pois o jogo não deixa você parar um combo no meio.
 Maaaaaaaaaaaas, normalmente esses erros não são lá muito frequentes, por isso eu pus em oitavo lugar.
 7- Inteligência artificial "aliada" que só te fode (ou não faz porra nenhuma para te ajudar).
 Um do sonhos que eu e um amigo meu temos é ter left 4 dead.
 Nos gastamos com prazer quantidades escrotas de dinheiro para poder jogar alguns poucos minutos desse jogo.
 Mas uma coisa que nós dois notamos é que a inteligência artificial é UMA MEEEEEEEERDA!
 Eles ficam dançando na sua linha de fogo, gastam itens de cura feito uns hipocondríacos, matam pouquíssimos zumbis, são horríveis para te resgatar de situações ruins, escolhem momentos horríveis para te curar (deixando-o vulnerável ao ataque de zumbis) e estão sempre uns bons dez metros atrás de você (exceto quando você está atirando, aí eles fazem questão de ficar na frente).
 E quando a IA não está atrapalhando ela não está fazendo porra nenhuma, eu não lembro da inteligência artificial de uncahrted 2 ter matado UMA pessoa o jogo inteiro, e ela não faz um bom trabalho te dando cobertura também.
 Em modern warfare, modern warfare 2 e black ops ela não faz um trabalho melhor. A cobertura dela é horrível, várias vezes você ataca alguém achando que os seus aliados vão te proteger, mas nããããããão, eles estão mais ocupados coçando o saco.
 Sem falar que várias vezes eles me deixam ser flanqueado sem fazer nada a respeito, galera, eu não posso me proteger por todos os lados, vocês tem que me dar uma ajuda aqui!
 Tem até alguns jogos que salvam, na demo de Killzone 3 o seu companheiro é uma mão na roda, pois ele pode te ressucitar, e faz um trabalho decente limpando o quanto de inimigos antes disso (apesar de um ou dois momentos FAIL), mas eles são uma exceção à regra.
 Ok, eu entendo, o trabalho de matar os inimigos deve caber à você, mas isso não quer dizer que a IA tem que ser tão útil quanto um manequim.
 A única coisa que eu preciso que a IA faça é prover uma boa cobertura para mim, será que é tão difícil?
 6-Mas o que picas eu faço agora?
 Se você já jogou um real time adventure como monkey island ou grim fandango (um dos meus jogos favoritos) você sabe aonde eu eu vou chegar.
 Você está andando em uma ilha, ou o mundo dos mortos, ou uma casa dominada por um tentáculo humanoide inteligente, sei lá, e de repente você não faz idéia do que fazer agora.
 Então você começa a andar por ai, falando com todos os npc's, interagindo com todos os objetos, tentando combinar todos os itens, tentando entregar todos os itens aos npc's, tentando utillizar as combinações mais bizarras entre itens e objetos (como tentar colocar a garrafa de vodca no piano, por exemplo) ou sair apenas clicando em tudo.
 Então você fica dez horas andando de um lado para o outro tentando arrumar alguma coisa que ocasione o progresso da história.
 Após dias sem fazer nada você recorre a última coisa que você quer fazer...um DETONADO!
 Bam bam baaaaaaaaaaaaaam!
 Após morrer um pouco por dentro você lê o detonado e descobre que era pra você beber a garrafa de wiskey de ouro, passar pelo detector de metais para ser revistado e conseguir o detector de metais portátil.
 Eu não estou inventando, essa é uma parte de Grim fandango.
 Ah, qual é, isso não foi spoiler, esse é um micropuzzle de um jogo com milhares de micropuzzles, puzzles e megapuzzles. Não me venha com essa.
 Mas agora que você tem um detonado você recorre a ele a cada ínfima dúvida, o que acaba estragando completamente o jogo.
  Quando eu tinha uns 12 anos eu joguei metade de Grim fandango normalmente, mas teve um parte em que eu não conseguia passar de jeito nenhum, então eu recorri à um detonado. Acabei ficando viciado no detonado e joguei a outra metade do jogo fazendo apenas o que o detonado mandava, quase sem aproveitar o jogo.
 Me arrependo disso até hoje...
 O arrependimento da minha vida...
 5-Barulhos desnecessários.
 Você está jogando um shooter militar, matando inimigos quando você alcança um checkpoint e recebe as seguintes instruções: Exploda 'X'. (ok sargeto, os dias do 'X' estão contados!)
 Então você vai até 'X' quando descobre que 'X' está infestado de inimigos, então você morre.
 Aí você volta ao checkpoint e recebe as instruções de que você tem que explodir X. (Sim senhor, eu ainda lembro, explodir 'X')
 Então você vai até o 'X' e morre novamente.
 Recarrega o checkpoint e recebe as instruções de que você deve explodir 'X'. (Senhor, eu me lembro, explodir 'X')
 E você volta ao 'X' e morre mais  uma vez.
 Checkpoint, exploda 'X'. (Tá, eu lembro, explodir 'X'!)
 Morre.
 Checkpoint, 'X', explodir você deve. (Você falou isso trinta segundos atrás! Eu não tenho uma memória tão ruim assim)
 Morreu deabo!
 Explodir 'X', explodir 'X'!!!!! (EU ENTENDI CARALHO! EXPLODIR A PORRA DO 'X'! CALE A SUA BOCA!)
 Morre mais uma vez...
 Explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X', explodir 'X'!
 Ah, foda-se essa merda, não vou explodir 'X' porra nenhuma! Eu vou jogar zelda que não tem esse constante estupro aos meus ouvidos!
 Então você fica com pouca vida em zelda e o jogo começa a apitar.
 E apitar, e apitar, e apitar, e apitar, e apitar, e apitar, e apitar, e apitar, e apitar...
 E como você não está enfrentando nenhum inimigo e sim  procurando por vida a porra da Navi fica berrando "Hey, listen!","Hey, listen!" no seu ouvido.
 Então você percebe que a melhor solução é achar um lugar bem alto para pular e finalmente ficar livre dessa poluição sonora.
4-Porra câmera!
 Você está derramando baldes de sangue por aí quando 'algo' começa a te atacar.
 Você imediatamente começa a esquartejar tudo o que se move (ou aparenta se mover ou está em um raio de três metros de você) e quando você pensa que matou a última alma viva o 'algo' volta a te atacar.
 Como você não tem nenhum controle direto sobre a câmera você desesperadamente corre em círculos na esperança de que vai eventualmente virar para a direção do seu agressor, mas isso não acontece.
 É nesse momento que você desiste dos seus planos de vingança contra aquele desgraçado que vem tirando nacos da sua vida à décadas e continua andando.
 Nesse instante a câmera (que estava convenientemente virada para O CHÃO) vira na direção do arqueiro mais mediócre do mundo que estava posicionado à dez centímetros do seu raio de visão, mas os criadores do jogo não queriam que você o visse pois eles são pessoas maravilhosas que sabem que esse inimigo em particular tem mulher e filhos e queria dar mais alguns momentos de vida para o pobre coitado se despedir.
 Mas tudo ok, pois você teve a sua vingança, só lhe custou 45/50% da sua vida e você só terá que recomeçar o próximo checkpoint 96 vezes pois vem 247 inimigos ao mesmo tempo e o único jeito de você sobreviver é desviando de virtualmente todos os ataques pois entre todos esse milhões de inimigos uns 30% são minibosses que arrancam (adivinhem só!?) 45/50% da sua vida com um ataque!
 Outro grande problema da câmera é quando você tem controle sobre a mesma, mas esta tem vida própria e uma vez ou outra arranca o controle da sua mão e se vira para algo que você está extremamente interessado em ver, como uma pedra, ou uma parede, ou o interior de um polígono. Inimigos? Ah, não se preocupem, enquanto a câmera está se divertindo eles só estão arrancando o seu couro, fritando e dando aos chacais.
 Um exemplo que eu adoro é quando você está jogando gta 4 e a câmera resolve que seria interessante você ver os detalhes do carburador do carro, então sem pedir a sua permissão ela se aponta para baixo do carro tapando totalmente a sua visão de bem...tudo, sabe... Mas pra que ela pediria a sua permissão!? Quem não iria querer ter o controle da câmera arrancado das suas mão justo em um momento que exige precisão como dirigir apenas para mostrar uma imagem borrada da parte de baixo de um carro!?
 Quer dizer, não tem nenhuma punição por colidir enquanto está dirigindo nesse jogo, não é? Quer dizer, exceto pelo aquele lance de ser perseguido pela polícia o que pode foder completamente uma missão.
 E eu adoro quando isso acontece em ninja gaiden (nesse caso, o tempo inteiro) quando você passa por um inimigo que se posiciona depois da câmera fazendo você atacar cegamente a câmera como se o Ryu Hayabusa estivesse atacando o jogador.
 O interessante desses ataques é que eles surpreendentemente tem uma precisão quase nula! Quem iria imaginar!?
 E nem mencionemos quando a câmera resolve por uma pedra ou um bocado de folhas entre você e um abismo, então você vai calmamente andando quando do nada você morreu!
 Nossa, eu deveria ter imaginado que havia um despenhadeiro atrás daquela grama alta!
 Mas eu prefiro morrer do que sobreviver e ter que subir toooooooooda a montanha de novo.
 Né shadow of the colossus!?
 Mas pior é quando a câmera é possuída pelo crux credo e começa a se chacoalhar feito a bunda de uma dançarina de Funk, então o jogo todo vira uma grande mancha disforme pois você não consegue ver porra nenhuma.
 Então enquanto ela se vira em 360° e vomita muco verde você metralha o botão de ataque na esperança de que você acerte alguma coisa.
 Um milênio e 300 reais em água benta italiana depois a câmera finalmente para e você percebe que você acabou de perder 80% do seu hp para um goomba da vida.
3-Inimigos ultrapoderosos que aparecem do nada quando você está totalmente vulnerável, desprotejido, despreparado e ocupado fazendo outras coisas.
 Uau, essa é bem específica, né!? Então por que raios acontece com tanta frequência?
 Sério, isso é um cu, aparentemente esses capetas esperam pelo pior momento possível para partirem para cima de você. Uma vez em mass effect 2 eu tinha matado todos os inimigos de uma sala menos um, então para poupar munição eu resolvi ataca-lo com poderes bióticos e depois parti pra cima dele no soco.
 Essa abordagem funcionou mais ou menos, eu perdi meus escudos e a minha vida estava na metade, mas eu estava esperando por isso, então eu comecei a procurar por munição antes de prosseguir.
 Nesse momento que me aparece um Krogan.
 Os Krogans são os dois humanoides-lagartos que você vê na foto daqui de cima, eles são a minha espécie favorita dos video games. Eles são uma sociedade tribal, baseada em clãs e cuja a vida se baseia na guerra.
 A história dos Krogans é interessante e trágica.
 E sabe o que mais é trágico!? Esses putos são algumas das maiores esponjas de balas da história dos games!
 Da primeira vez que eu joguei eu guardava os meus lança-mísseis APENAS para usar contra os Krogans!
 Então eu estava sem escudos, quase sem vida, com pouca munição e com os meus poderes bióticos ainda não carregados contra um tanque com pernas!
 Então eu corri feito uma puta inglesa do século XIX tentando escapar do Jack o estripador!
 E funcionou tão bem para mim quanto funcionou para elas, pois no segundo em que eu me virei para correr o desgraçado me acertou um tiro de uma escopeta nas costas.
 E quer saber uma curiosidade!? Os Krogans tem uma escopeta especialmente projetada que só pode ser usada por eles, pois se outra espécie tentar usar ela vai acabar QUEBRANDO O BRAÇO com o recuo!
 Então eu estava moribundo e fui atingido pela escopeta mais badass da galáxia!
 E a única coisa pior do que isso acontecer é acontecer duas vezes! Seguidas!
 Eu morri para o mesmo Krogan, em uma situação extremamente similar! A única diferença é que ainda havia um inimigo vivo, e foi este que acabou com os meus escudos.
 Eu morri à uns cinco metros do local que eu havia morrido da última vez.
 E o pior é que quando eu tomei o fatídico tiro da escopeta quebradora de braços o Krogan estava com uma vida ínfima! Faltavam uns dois ou três tiros para ele morrer!
 Muito obrigado Tali, se você tivesse, sei lá, atirado nele eu não teria precisado recarregar o checkpoint pela terceira vez.
 Mas não são só os Krogans, tem também os minotauros em GoW, os guardiões de Shambala em uncharted,  Spider Splicers em Bioshock, Super Mutants em Fallout 3 e incontáveis outros. Porra, vocês não tem nada melhor à fazer do que se meter nos négócios dos outros!? Eu não fiz nada pra vocês me atacarem!
 Vão se foderem, viu!
 2-Controles ruins.
 Ok, caso vocês não saibam, quando eu jogo video games eu viro uma putinha reclamona...
 Na verdade, nem tanto assim, eu só reclamo em duas ocasiões, Um: quando eu estou levando uma surra on-line ou dois: quando eu de fato posso culpar o jogo de alguma forma.
 Quando eu não posso culpar o jogo eu fico bufando, com a cara fechada, e murmurando coisas sem nexo mas isso não vem ao caso.
 A coisa é que quando eu morro e a culpa é do jogo eu fico puto.
 E isso acontece o tempo todo.
 Por exemplo, você já tentou fazer as catacumbas em Assassin's Creed 2?
 As catacumbas são missões opcionais em AC2 aonde você percorre (Adivinhem só!?) catacumbas para achar selos que vão destrancar um tesouro uma vez que você conseguir todos.
 A maioria dessas catacumbas consistem em plataformas, mas diferentemente das plataformas comuns em assassin's creed estas estão em espaços fechados com pouco espaço para erro.
 E é então que você finalmente descobre que os controles de assassin's creed não tem nenhuma precisão.
 NENHUMA. PRECISÃO.
 Eu não faço nenhuma idéia por que raios eu fiz todas as catacumbas, eu já estava odiando-as de primeira, a única que eu realmente gostei foi a que se passava no interior de uma igreja, mas mesmo assim ela não foi lá essas coisas. Lá pra última eu já estava vomitando sangue e espumando pela boca.
 A que eu mais odiei foi uma cheia de água aonde você tinha que iniciar um cronômetro e chegar até o fim do percurso antes que o tempo acabasse.
 Mas caso você caísse você tinha que nadar até o começo, reiniciar o cronômetro e correr tudo de novo.
 Eu levei meia hora nessa catacumba.
 Meia hora correndo, caindo, nadando e ficando mais e mais puto a cada vez que eu recomeçava a contagem.
 E quando eu finalmente completei a maldita catacumba eu me senti como se eu tivesse desperdiçado meia hora da minha vida.
 E eu acho que foi isso exatamente o que eu fiz.
 Essa pista pode ser terminada em um minuto ou menos se os controles responderem com precisão, o que não é o caso, eu caí em literalmente cada uma das plataformas, eu pulei em uma direção totalmente oposta à que eu queria incontáveis vezes, meu personagem caiu na água mais vezes do que o Ronaldo comeu coxinhas (piada de Ronaldo para o blog ficar atual!) e eu falei mais palavrões do que se tem grãos de areia no planeta.
 E tudo isso pois a porra do Ezio insistia em pular em direção à água ao invés de uma perfeitamente boa plataforma toda a santa vez!
 Putamerda!
 E não é só em AC que os controles respondem mal, milhões de outros jogos sofrem do mesmo problema.
 Em dead rising 2 você é um tijolo de concreto comparado à qualquer boss.
 Em LittlebigPlanet 2 praticamente todas as suas mortes tem os controles envolvidos em algum grau.
 Sem falar que em uncharted 2 o cover system te fode diversas vezes (porra Drake, tu tem TESÃO por paredes por um acaso!? Tu fica grudado nessas porras como se tivesse super Bondi nas suas costas!).
 E eu nem comecei à falar do mapeamento ruim de controles.
 O maior exemplo de mapeamento ruim de controles deve ser army of two: The 40th day.
 R2 atira; R1 granada; L2 inventório (L1 não faz porra nenhuma); setas dão ordens; triângulo muda arma; quadrado recarrega; bola soco e x cura o parceiro, ação, rola pula sobre a cobertura e bem...basicamente o resto tudo.
 Então se você estiver abrigado em uma cobertura e tentar curar o seu parceiro provavelmente você vai pular por cima da cobertura em direção à sua morte e ter que reiniciar o checkpoint.
 Ou você quer abrir a porra da porta e acaba rolando em direção à ela duzentas vezes antes de conseguir.
 Mas o mais escroto é que o cover system é ativado quando você anda na direção da parede, ou seja, se você quiser andar para a frente e a pontinha de uma parede ficar no seu caminho e você entra de cobertura, então você sai e tenta andar de novo mas uma outra pontinha da parede fica no seu caminho e você entra em cover novamente.
 Aí você ouve um barulho alto e percebe que você acabou de jogar o controle na parede.
 Porra, vocês não estão usando o L1 pra porra nenhuma! Por que não colocar a cobertura em um botão de acesso rápido, quer dizer, a cobertura é só O ELEMENTO MAIS IMPORTANTE DE UM JOGO DE TIRO EM TERCEIRA PESSOA BASEADO EM COBERTURA, ao invés daquela aberração de design!
 O pior cu do mundo é quando você tenta fazer uma coisa e o jogo faz outra coisa pois você estava com o cursor treze milímetros para a esquerda, diversos jogos já arrumaram jeitos de contornar esse problema, como killzone 3, justCAUSE 2 ou Bulletstorm, nenhum jogo de hoje em dia tem desculpa para não usar essas truques que evitam frustração para caralho.
 Eu poderia ficar falando 40 horas seguidas sobre coisas como Delays, má detecção de hits, má resposta ao comando (eu estou olhando para você mirrors edge) mas eu vou passar para o próximo tópico de uma vez.
1-Checkpoints Satânicos
 Poucas coisas na galáxia são piores que um checkpoint ruim.
 Ver todo o seu esforço, progresso e esperenças sendo jogados fora sem dó por um game designer sem coração é foda!
 O maior exemplo de ckeckpoints Satânicos estão em Ninja Gaiden.
 Alguns leitores tiveram calafrios quando eu disse isso, com certeza.
 Para encurtar a história, entre um checkpoint e outro de Ninja Gaidem tem MINIBOSSES no meio e as vezes até UM BOSS INTEIRO.
 E notem que eu disse MINIBOSSES, no plural.
 Isso já seria ruim o bastante se os minibosses de Ninja Gaiden não fossem piores do que a maioria dos bosses dos jogos normais!
 Depois de matar um miniboss em ninja gaiden (na dificuldade mais fácil) você vai olhar pro Kratos e pensar: "Que putinha, você não sabe o que Ryu Já enfrentou..."
 By the way, alguém sabe se os americanos ainda falam Ryu errado? Eles ainda falam RAyu? E eles ainda falam ninja GAYden, como se tivesse um ninja gay chamado Den.
 "Falou o cara que outro dia mesmo falou KrÁtos"
 Outro dia nada, já faz quase um ano!
 MEU PASSADO FICA SEMPRE ME PERSEGUINDO!
 Mas continuando, você pode pensar que controles ruins são a pior coisa dos games, mas esses são fáceis de evitar, é só você comprar jogos com boas críticas e você já vai estar contornando a maioria dos problemas de controles, mas checkpoints ruins...esses acontecem mesmo nos melhores jogos.
 Deixa eu ver, jogos com alguns checkpoints mal-colocados que eu posso citar de cabeça...Uncharted 2, Mass Effect 2, Littlebigplanet, Littlebigplanet 2, Call of Duty 4, Call of Duty 5, Call of duty Modern warfare 2, Call of Duty Black ops, Mirrors edge, God of War, inFAMOUS, Enslaved, Dead Space, Bad Company 2, Red Dead Redemption, Ninja Gaiden 1 e 2 (obviamente) e uma tonelada de outros.
 9 à cada dez shooters sofrem desse problema.
 "Mas macaco, você disse que nos games tem tantas esponjas de bala que você já está acostumado. Por que você não se acostuma com checkpoints ruins?"
 Pois se um inimigo é uma esponja de bala você aprende a trabalhar ao redor disso, você joga com a idéia de que você vai precisar de várias balas para matar os seus inimigos. Mas quando você tem checkpoints mal feitos não há estratégia envolvida, é só uma punição, e uma punição desnecessária ainda por cima.
 E esse é um problema quase impossível de se evitar, as vezes quando você cria um jogo você espera que o jogador vá jogar de tal jeito, mas ele joga de um jeito diferente. Então naquela fase aonde o desenvolvedor espera que você vá escondidinho e você sai estilo Rambo ele tinha programado o checkpoint para quando você chegasse à tal lugar, mas você jogou pensando que o checkpoint iria aparecer depois que você matasse todos os inimigos.
 Eu tive um enooorme problema desse tipo logo no começo de modern warfare 2, em uma parte que se passa na rússia siberiana. É uma parte ridículamente fácil, se você tomar o caminho da direita, o qual os game designers projetaram especificamente para você segui-lo, mas se você fizer como eu fiz e for pelo caminho da esquerda você vai acabar morrendo duzentas vezes e ter que começar de novo em um checkpoint longínquo.
 Se eu fosse pelo caminho da direita eu teria chegado ao checkpoint com mínimo risco de morrer e provavelmente nem teria notado que ele estava distante.
 Em suma, esse é um problema extremamente comum, muito irritante (90% dos palavrões que eu solto quando eu estou jogando se devem à isso) e difícil de se contornar, por isso ele está em 1º lugar.

 E assim acaba mais um artigo, lamento o atraso, blá blá blá, vocês sabem que eu só sirvo pra vocês terem alguma coisa pra fazer enquanto o Amer não posta.
 E vocês achando que me enganavam...
 Bem, lá atrás eu disse que eu iria falar mais do meu aniversário, então é o seguinte. Se lembram que eu falei em outro artigo que começariam a haver mudanças no meu blog? Bem, no meu aniversário eu ganhei um Tablet.
 Tablet é um aparelho que permite que você desenhe diretamente no computador.
 Dessa forma eu planejo começar a fazer tirinhas de vez em quando nesse blog, um vez por semana para ser mais exato, junto com os posts "minha vida medíocre".
 Não surtem de felicidade e alegria, eu não sou lá essas coisas como desenhista, quer dizer, eu acredito que eu tenha algum talento para desenho, mas eu nunca desenvolvi essa habilidade além de alguns rabiscos no caderno, então não esperem muito.
 Sem falar que o Tablet tem uma curva de aprendizado, não é só pegar e você já sabe desenhar tão bem quanto na vida real, precisa de um tempo.
 Sem mencionar que eu não tenho nenhuma formação acadêmica em arte, ou seja, é uma tirinha totalmente amadora.
 Dito isso, eu estou bastante otimista quanto às tirinhas, eu não tenho nenhuma formação acadêmica em relação à escrita e o blog está se saindo muito bem nos seus próprios méritos.
 Sem falar que é uma ótima oportunidade para eu afiar as minhas capacidades "desenhísticas", já que eu vou tentar a faculdade de Designer Gráfico.
 E caso vocês estejam preocupados, eu não vou ficar usando Memes em todas as minhas tirinhas. Eu gosto de memes, mas eles não podem ficar aparecendo em  todas as tirinhas do mundo. Eu vou postar algumas tirinhas com memes, mas essas serão tirinhas especialmente feitas para memes.
 Nada de inserir memes nas minhas tirinhas normais.
 Bem, e é isso...fim do post...podem ir para casa agora...
 Ah, e não se esqueçam de dar uma passada no canal do meu amigo Bifiao, que está me enchendo o saco para eu botar o link para o canal dele à semanas.
 Pronto Pimguim, eu pus a porra do link para o seu canal no meu blog, agora você pode parar de jogar ovos podres na minha casa!
 ...
 SIM, EU SEI QUE FOI VOCÊ!

16 comentários:

jamal disse...

o carburador fica no topo do motor
ps: fale sobre o video do seu aniversario

Jack, The Ripper disse...

Quem não fala Krátos? Aliás, bom artigo, embora grande pácas (não uqe isso seja ruim).

Avalanche(Lance) disse...

Macaco, não leve pro lado ruim,mas...vc é uma lady XD


Antigamente nem tnhamso checkpoints...e caras com lança-chamas e plataformas longes demais eram regras do jogo...assim como "saltos de fé".

Evil Monkey disse...

Jamal: Não, nunca, eu nunca mais vou reviver aquele momento traumático!

Mas na boa, eu posto no próximo minha vida medíocre.

Jack: Sei lá, todas as vezes que eu falo KrÁtos um pedaço de mim morre por dentro...

Lance: Cara, a dificuldade de antigamente era balanceada, quando você morria nos jogos antigos a culpa era sua.

Eu gosto desse tipo de desafio, diabos, eu AMO mega man!

O que eu fico puto é com a dificuldade mal feita, checkpoints distantes são ruins pois nos jogos modernos a culpa nem sempre é sua.

Com os jogos ficando mais complexos é mais fácil o jogo em si cometer um erro que vai acabar te ferrendo, e não o jogador.

Por isso que eu não gosto de checkpoints ruins.

Sem falar que os jogos modernos são compridos demais para você terminar em uma sentada, porra, eu acho que uma fase de killzone 2 deve ser maior do que megaman 2 inteirinho.

E é errôneo dizer que os games de hoje não são bons, ok, muitos games de hoje em dia seriam incapazed de zerar megaman tão rápido como os antigos, assim como um gamer antigo não conseguiria matar ninguém no multiplayer online de black ops sem treinamento prévio.

E quanto ao cara com o lança-foguetes, nos jogos antigos você tinha certeza aonde o cara estaria, hoje em dia você não tem, pois o comportamento deles é imprevisível, ou difícil de perder.

Não estou falando que os jogos de hoje são tão difíceis quanto os antigos (se bem que tenta só zerar Uncharted 2 no crushing pra você ver só), só estou dizendo que eu estou no meu direito de reclamar de algumas coisas que te fodem.

zachstyle disse...

HAHA
Eu pensei que eu te enganava :)

Anyway, a sua listinha ficou boa cara, eu sei que elogios de um desconhecido não devem fazer muita diferença, mas sei lá, acho bom dar um feedback para outro viciado em ME2.
Ahh e o negócio do krogan, já aconteceu duas vezes comigo, mas eu jogo de engineer então sempre solto o combat drone e fico relax (H)

Evil Monkey disse...

Eu invejo os engineers, a vida de adept é uma merda...

Eu tenho que fazer tudo naquela porra...

Ow, mas qualquer feedback é um ótimo feedback!

Warnius! disse...

MASS EFFECT nao tem checkpoint nao mano e so salvar a hora que voce derrota todos os manos...ruim mesmo e dead rising 2

Lucas Sena disse...

Ótimo texto Macaco, mas eu acho que a pior coisa que existe num game difícil é um loading demorado.

Gosh, Splatterhouse nem é tão díficl assim e eu acho que perdi 3 horas da minha vida só na tela de loading.

Kaum disse...

compartilho quase todos as suas angustias...

as maiores esponjas de balas são no Uncharted 1..
sério..
se acha que U2 é dificil, o 1 é impossível...
os inimigos precisam levar uns 5-8 tiros pra morrer (eu tive que dar 3 headshots pra matar um inimigo) e se você tomar 3 tiros seguidos você morre (isso quando não morre com um tiro só)

Se bem que o co-op de U2 é quase impossível também...
=====
acho que nunca tive problemas gigantes com controles e checkpoints...sempre fui muito cauteloso jogando...ai sempre acabo conseguindo contornar esses problemas
mas as cameras sempre conseguem me irritar..muito


alias..
texto muito bom (e kilométrico- adoro)
feliz aniversário!
e essas coisas...

e, po..eu queria começar uma parte pra tirinhas no meu blog também..
Você tá lendo meus pensamentos e roubando minhas idéias?

se bem que eu desenho mal pra caralho e nem tenho tablet...

Sasoriman disse...

Esponja de balas? wat? Mal sofri disso em toda minha vida como gamer.

E... KrÁtos não está errado. De fato, quando vou me referir ao Deus da Força, eu falo KrÁtos. Mas pra falar do personagem do jogo, eu falo "Creytos" que nem todo mundo. .-.

"(se bem que tenta só zerar Uncharted 2 no crushing pra você ver só)"

Não é difícil.

E... Eu não tenho o que falar. Ahn... Hm... Eu odeio fases do gelo. E da água.

Evil Monkey disse...

warnius: Deadrising 2 é pior que um fistfuck sem lubrificação se você não lembrar de salvar toda a hora...

Lucas: Loadings são bastante irritantes, mas eu considero eles quase como bugs, e nesse artigo eu me foquei nos erros de design.

KaUm: O problema do co-op de U2 é que exige trabalho em equipe, o que a maioria dos jogadores são completamente incapazes de fazer.

Mas uma ou duas vezes eu acabei em um bom time em uncharted 2 e consegui zerar no médio mesmo (que é pior que o hard da campanha normal).

Ah, e olha, se você por acaso achar uma sonda na sua medula espinhal saiba que não fui eu que implantei para o meu projeto de exterminar a concorrência.

Sasoriman: Não tem problema com esponjas de bala, zera uncharted no crushing na boa...Cara, tu é deus!?

Just kiddin'!

Fases do gelo e da água? Não sei, elas são propositalmente difíceis, não são de fato um erro, são assim só pra te foder, então não acho que devem entrar na lista.

Warnius! disse...

so pra ter um ideia monkey,eu estacionei meu dead rising a um bom tempo...e fui jogar mass effect 1 eo 2 pela decima vez

Avalanche(Lance) disse...

Faltou també aqela smissões que vcoe tem que matar um inimigo e o jogo não "loadeou" ele.

Olha aqui no Sul se fala Krátos mesmo.

Warnius! disse...

whata hell lance...pq tu ta escrevendo assim?...
e sim odeio quando isso acontece...odeio também quando o jogo carrega...carrega...carrega... impossível ler o disco...ai re-coloco o disco e ele pega na boa no ultimo save 400000000000 batalhas de onde eu avia parado

Adriana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sasoriman disse...

Eu sou semi-deus, pois não sofro com esponjas de bala, mas quem zerou Uncharted 2 no Crushing numa boa foi meu amigo. Eu ia na casa dele ver ele jogar, pois eu não tenho PS3. Ainda.

E, qualé, Bayonetta fez um chefão na água extremamente legal, elas podem ser difíceis de propósito, mas pelo menos podia ser um difícil LEGAL(Como Super Meat Boy, que não é TÃO difícil, mas tu sacou...).

Visualize seu IP

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts