24 de jul de 2011

Minha vida medíocre: Chew

 Os prêmios Eisner (tipo o óscar dos quadrinhos, prá quem não sabe) saíram e eu reparei que a grande maioria das publicações não tinham nada a ver com continuidade impossível de ser seguida, de fato, poucos quadrinhos de super heróis chegaram a ganhar.
 Não sei se isso é padrão para o prêmio Eisner, só sei que não ter que consultar a wikipedia para cada página que eu ler é um prato cheio para mim.
 Vejam bem, eu AMO quadrinhos, mas eu sofro muito com as continuidades escabrosas que se estendem por dezenas de edições de diversos personagens diferentes.
 Durante a minha infância os quadrinhos não estavam passando pelos seus melhores momentos, quando eu era pequeno eu basicamente lia Asterix.
 Ou seja, quando eu recentemente comecei as me interessar por quadrinhos eu estava com 40 anos de continuidade para alcançar. "Mas macaco, a maior parte dessa continuidade foi descartada!" O que na minha opinião é pior pois eu não sei que quadrinhos vão ser úteis para alcançar o mercado.
 Eu posso perder um dia todo lendo lendo uma história do Batman só pra depois descobrir que foi descartada numa edição de X-Men (Tô brincando! TÔ BRINCAAAAAAAAAANDO! abaixa esse pé-de-cabra).
 Então de quadrinhos geralmente eu leio mais Manga, webcomics e minisséries antigas tipo watchmen.
 Mas continuando quando eu notei que os Eisner's tinham premiado em sua maioria hq's que não tem nada a ver com continuidades de desde antes de eu nascer eu corri para o pirate bay um revendedor autorizado e baixei adquiri legalmente todos os principais vencedores.
 Não sem antes de ler 700 páginas de webcomics antes.
 Foi então que eu comecei a ler Chew, o vencedor de melhor série.
 A história de Chew é fantástica, é a história de Tony Chu um detetive policial com cibopatia, o poder psíquico de comer alguma coisa e sentir o que aconteceu com ela no passado.
 Ou seja, ele come uma cenoura e ele sabe se usaram agrotóxicos, ele come um bife vê todos os momentos do boi desdo pasto até o abatedouro, ele come beterrabas e...nada acontece, a única coisa que a cibopatia não tem efeito é nas beterrabas, por algum motivo.
 Ah, esqueci de mencionar, a cibopatia funciona com carne humana, ok?
 ...
 É...
...
...Foda, não!?
 Sério gente, esse é um dos raros momentos no qual eu não quero falar nada pra não estragar a diversão, porque ver como Cho aplica a cibopatia nos casos é bem interessante.
 Aliás, os casos em si são fantásticos, chew é uma série policial e cada capítulo é um crime diferente, normalmente envolvendo comida.
 E o universo de Chew também é fantástico, é o seguinte, graças a gripe aviária o governo americano proibiu o consumo de frango ou qualquer outro tipo de ave, o que gerou o mesmo efeito da proibição do álcool nos anos 20 nos estados unidos.
 Ou seja é a lei seca das galinhas! Ou melhor dizendo...Lei Deplumada! Sacaram? Lei seca? lei deplumada? Hã? Hã?
 Bem, em resumo, eu recomendo fortemente Chew, é engraçado, tem personalidade, é único e a arte é muito boa também.
 Por enquanto não tem nenhuma edição de chew no Brasil até aonde eu sei, mas você podem achar facilmente na internet em um revendedor autorizado, especialmente se você souber inglês.
 Eu também recomendo fortemente que vocês leiam as seguintes webcomics (em inglês):
 The abominable Charles christopher (que pra mim rivaliza com QUALQUER filme da Disney)
 Lackadaisy (GATOS GANGSTERS PORRA!)
 E Last but not least: Max overacts (que deve ser o melhor personagem infantil de um quadrinho desde Calvin! É sério!)
 E olhem só, postei dois dias seguidos! Ah, nada supera o ócio das férias não? Mas não se acostumem, quando eu voltar às aulas eu vou voltar a postar uma vez a cada década como antes...
 Mas por enquanto a-pro-vei-tem!

6 comentários:

Robozinho disse...

Pra você postar nessa frequência aposto que seu PS3 queimado ainda não voltou da assistência técnica.

Essa HQ deve ser boa, seu achar em português eu baixo.

Evil Monkey disse...

Er...você está certo...ele ainda está quebrado...

Kaum disse...

Cara...essa série não faz o menoooor sentido.. DEUSES...

Um dia lerei


PS3 quebrado? Que desgraça!

ps: te adicionei no msn...

Rafael Sampaio disse...

Pelo menos ele tem o PS3

Enfim,essa HQ parece ser boa,embora tambem não pareça ter o menor sentido,como o Kaum disse

E essas malditas férias acabam rápido demais!Que p****!

Evil Monkey disse...

Não, na verdade faz bastante sentido sim! Ok, não na vida real, mas é bem explorado e a "mitologia" é muito bem feita.

Em suma, a HQ é bem "amarradinha".

E lembrem-se crianças, nunca comprem nenhum eletrônico nas americanas, pois eles vão comer os seus rabos!

Avalanche(Lance) disse...

Sm poucas vezes HQs de herói são a maioria do Einser(ele sempre da mais relevância pra coisas novas).

Infelizmente poucos ganhadores do Einser mantem a qualidade a longo alcance.

Visualize seu IP

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts