18 de jan de 2010

Porque não devemos jogar video games com crianças


 Olá todos, bem-vindos de volta, blá bá blá etc, evil monkey blog.
 Eu sei que quanto eu estou ligeiramente atrasado, mas são férias, ou seja, tem sido uma luta intermináaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaavel conta a preguiça. sinto muito o artigo ser meio curtinho, eu tenho pouca experiência em escrever no teclado, na verdade, tenho pouca experiência em escrever de qualquer jeito. Mas deixa pra lá, quanto mais cedo eu terminar esse artigo mais cedo eu vou me empanturrar de churros.
 Bem, eu vim listar os motivos pelos quais uma pessoa em sã consciência deve evitar ao máximo(roendo fora a própria perna se for preciso)jogar qualquer jogo em qualquer console com uma criança.
 Primeiramente eu gostaria de dizer que eu adoro crianças, sempre brinco com o meu vizinho de sete anos sem nem reclamar, nem perder a paciência.
 No entanto, quando o assunto é video games eu fico especialmente zeloso. Sendo assim jogar video games com crianças é quase como um exercício de tortura para mim.
 Então, baseado em uma experiência recente, eu resolvi fazer uma lista(não canso de fazer listas)de motivos para não jogar video games com um ser humano que esteja entre quatro e nove anos.
 E que fique claro que isso só vale para as ultimas três gerações de consoles, quando jogar video games se tornou um bocado complicado.
 Ahhhhhhh, como tudo era mais simples na era dos oito e dezesseis bits...
 Então, após uma das mais longas introduções que eu já fiz, vamos ao artigo!

Motivo n° Um: dificuldade.
 Decidi começar essa lista com um motivo no mínimo estranho: a dificuldade.
 Esse motivo é estranho pois há alguns anos esse motivo era inexistente.
 A era oito e dezesseis bits foi marcada por duas coisas: simplicidade e dificuldade.
 E mesmo assim foi a era de ouro para crianças no video game.
 Mas a minha experiência quase fatal de tortura mostrou que, em ambos os espécimes , a dificuldade era algo terrível  e muito desencorajador.
 Eu até tentei elaborar uma teoria para explicar o fato, mas nada me ocorreu.

Motivo n° dois: eles vão te atrapalhar, e muito!
 Jogar com uma criança no co-op é uma desgraça, além de fazer todas as tarefas normais você ainda tem que garantir que ela não se machuque e lidar com o monopólio da câmera.
 Pois não bater nos inimigos não é suficiente, elas ainda tem que trazer a câmera para o lado delas(no caso das câmeras fixas), ficando o mais longe possível da ação, disparando aquele ataque a distância medíocre que não tira um pingo de dano de nenhum inimigo enquanto você fica socando o vento no canto da tela na esperança de que você eventualmente acerte um inimigo.
 A coisa ainda fica pior quando a câmera é móvel(com a tela dividida), pois há noventa por cento de chance dela se perder e morrer, assim você tendo que correr para ressuscita-la. E claro, se ferindo gravemente no processo. Sem falar de que é uma certeza que ela vai alvejar você por acidente. E caso você morra, é quase nula a chance dela ser capaz de ressuscitar você.

Motivo n° três: nervosismo.
 Apesar da quantidade de merdas que as crianças fazem nos jogos é surpreendentemente alta, ela pode ficar ainda maior caso a criança fique nervosa demais.
 Não é nervosa no sentido de raiva, mas nervosa como você fica quando está na véspera de uma prova.
 E não é difícil deixa-la nervosa.
 O menor sub-boss é capaz de fazer a criança tremer de nervosa e passar o controle para a pessoa mais próxima. E caso não haja ninguém para passar o controle é bem provável que a criatura em questão pause o jogo e implore para jogar outra coisa. Sendo o boss fácil ou difícil.
 Claro, meu vizinho parece ser imune a isso e enfrenta qualquer boss com uma enorme coragem(e nenhuma prudência) sem pensar duas vezes, mas no geral o nervosismo é bem comum.

Motivo n° quatro: a morte é o fim do mundo.
 Ok, ninguém gosta de morrer, e pode ser muito frustrante as vezes, mas não deveria afetar alguém tanto quanto afetava o meu vizinho(aquele destemido).
 A menor morte fazia parecer que ele estava pensando seriamente no suicídio.
 E eu morria de pena.
 Como eu adoro ele(adoro mesmo, ele é muito legal)eu fazia todo o possível para consolá-lo.Mas nada adiantava.
 Eventualmente ele se recuperava e voltava a se divertir.Até ele morrer outra vez, ai começava tudo de novo.
 Mas o pior era quando nós chegávamos em uma parte que nem eu conseguia passar.
 Ele ficava puto, eu digo, realmente puto. Não puto como nós ficamos quando perdemos, puto como se aquilo fosse uma piada sem graça de uma pessoa, que fez todas as pessoas rirem de você sem parar.
 Confesso que eu fiquei assustado....

Motivo n° cinco: Eles não aceitam as limitações do jogo.
 Invisible walls, erros de polígonos, objetos indestrutíveis, tudo isso e muito mais já se tornou algo usual para todos os jogadores dessa geração certo?
 Bem, todos menos um tipo.
 É, vocês já devem ter adivinhado qual...
 Para deixar a minha explicação clara permitam-me delinear a minha situação.
 Durante aproximadamente 3 dias o Sir. Renan o bravo e seu amigo(meu outro vizinho) Sir. Pedro o não-tão-bravo-quanto-o-Sir-renan foram a minha casa para jogar video game. O principal estilo de jogo que nós jogamos foi o beat'em up à la god of war. Feliz naquela época eu ainda não sabia o que me aguardava, eu já havia jogado video games com - o que eu julgava ser - crianças. Mas todas eram maiores que dez anos.
 Eu não sabia o que me aguardava.
 Vou resumir, passei as próximas 72 horas tentando explicar que não se podiam destruir todas as colunas, que aquela parede- mesmo que não existindo - não o deixaria passar, encostando o dedo na tela e dizendo siga o meu dedo e explicando que o botão bola fica á extrema direita do controle.
 E mesmo assim eles insistiam em descobrir uma nova limitação no jogo para eu ter que ensiná-los a lidar com isso.
 Sério, no terceiro dia, eu cheguei à decidir que eles deveriam descobrir por si-mesmos, o que levou a uma hora de tempo, 300 metros de avanço.
 Qualquer outro já teria passado de fase.
 Ironicamente Sir. pedro o não-tão-bravo-quanto-o-Sir.-Renan mostrou um avanço melhor que o Sir Renan o bravo. Mas continuou o mais inútil na batalha.

Motivo n° seis: eles não sabem lidar com os poderes.
 Nesses três(malditos)dias eu era o único que não largava o controle, as regras pré estabelecidas de trocar de jogador à cada morte e à cada final de fase só se aplicavam ao Sir Renan o bravo e ao Sir pedro o Nome-longo-que-eu-me-arrependi-de-botar-pois-demora-à-digitar.
 Na única vez que eu tive que sair(um gamer também tem que almoçar)eles se travaram por uma hora e meia no primeiro(fassílimo)enigma.
 Vocês devem estar se perguntando (ou não) e a resposta é sim, eu fiquei uma hora e cinqüenta minutos enrolando depois do almoço.
 Mas isso não vem ao caso.
 O caso é que, durante o tempo todo que eu fiquei jogando o Sir pedro(sem o título longo, por favor) demonstrou uma afeição enorme pela capacidade de bloquear-mesmo que parcialmente-os ataques inimigos. Sinceramente, eu duvido que ele tenha solto o botão L1(Cuja a função era o bloqueio)por mais de trinta segundos. Nem mesmo nos corredores vazios ele largava. O que fazia o nosso progresso ser extremamente vagaroso.
 Depois quando nós fomos jogar um jogo bosta de Naruto, assim que ele descobriu como mandar um bicho gigante ele lançou até que ele perdeu por tempo, afinal, por maior que a criatura fosse ela era muito fácil de evitar e tirava muito pouco.
 Eu acho que ele gostou tanto de saber um ataque que eu não sabia que nem reparou que era um ataque ruim.

 Em fim, não estou proibindo crianças de jogar video games, ainda menos insistindo para que elas não joguem. Não, eu estou aconselhando você, meu querido leitor, a não jogar video games com crianças.  Acredite em mim, pode ser muuuuuuuuuuuito frustrante.
 E antes que vocês pensem"Monkey, você está generalizando" saibam que eu estou. Pois generalizar é o único jeito de fazer uma lista. Mas não pensem que todas as crianças são ruins, o Sir Renan, o bravo, mostrou uma curva de aprendizado boa depois da 54° hora e eu mesmo cansei de apanhar de um"certo garoto" de nove anos em Tekken.
 Eu sou Péssimo em Tekken, mas mesmo assim conta.
 E mesmo que o meu último vídeo não tenha tido uma boa resposta nos comentários eu resolvi passar a sua continuação.
 
 Só porque você gostou godfather.

13 comentários:

Robozinho disse...

Muito boa essa lista nunca pretendo jogar vídeo games com crianças, mais isso não é coisa só dessa geração eu me lembro que quando eu era pequeno eu ficava matando minha irmã sem querer no street of rage. E eu gostei da lhama assassina.

Avalanche(Lance) disse...

Nã entendi a questão da Dificuldade.

Os jogos atuais são bem mais faceis que os de quando eu tinha 9 anos.

Prova é que na minha época nunca finaçlizamos os jogos.

evil monkey disse...

esse é exatamente o ponto, todos os jogos eram fáceis, mas na menor parte difícil eles já desistiam.

Eu não entendia isso, pois na época do supernintendo e do mega drive haviam muitas crianças que jogavam, e a maior parte dos jogos eram difíceis.

até hoje eu não entendi isso...

evil monkey disse...

só pra avisar, eu vou fazer uma pequena viajem, sendo assim o post vai se atrasar.

mas pra compensar eu vou fazer o meu próximo post sobre a pixar, e melhor, eu vou fazer um especial de 3 post seguidos sobre a pixar.

fiquem ligados.

Frodo disse...

ahhh eu sofri com criancas... e uma delas jogou meu controle na parede quano se irritou... eu quase joguei o proprio na parede depois dessa...

Alexandre A. disse...

De vez em quando as minhas priminhas de 7 anos vem pra casa e eu deixo elas jogarem mario world ou street fighter, mas nunca aconteceu nenhum desastre por causa disso xD

E Sir Renan por acaso seria o robozinho???

Robozinho disse...

Só agora você percebeu alexandre.

Alexandre A. disse...

É uma conspiração!

NOOOOOOOOOOOOOOOOO

Avalanche(Lance) disse...

Macaco...er...os posts não tem frequência pra dizer que vai atrasar e tal...

evil monkey disse...

¬¬

e só pra avisar, eu comprei o meu ps3 hoje!

o primeiro jogo é uncharted 2

muito foda.

tão logo eu crie uma psn eu vou botar nas Gadgets.
té mais.

Ds Lite disse...

Macaco você dessa vez está totalmente certo.(agora mesmo que você nunca mais vai postar comprou um ps3 e ainda com uncharted 2 não precisa de mais nada na sua vida!!)

evil monkey disse...

Amém!

eu acho que eu nunca mais vou voltar

brincadeira, a viagem foi adiada, então eu acho que vai dar pra postar à tempo dessa vez.

Há, na sua cara lance!

#fazendo a dancinha da vitória#

e uncharted fica melhor a cada minuto, eu acho que vou fazer um review(descomprometido)dele.

ou de MGS 4, que é o próximo que eu vou comprar

evil monkey disse...

mas só depois que eu terminar o especial da pixar

Visualize seu IP

Sign by Danasoft - For Backgrounds and Layouts